Escritos na varanda

Imagino-me a escrever na varanda, ao fim da tarde, com o Sol a por-se no horizonte e uma bebida gelada ao lado. Como eu nem sequer tenho varanda, tudo isto é ilusão.

sábado, 5 de agosto de 2017

Longe da cidade


Longe da cidade e das gentes, sobretudo das gentes, a maior causa de problemas no mundo,

Sem comentários:

Enviar um comentário